"Animais são criaturas, não propriedade humana, nem utensílios, nem recursos ou bens, mas sim preciosos seres na visão de Deus...
Rev. Andrew Linzey

30 de agosto de 2012

"Artista” suíço pinta pombos em praça pública.



Um artista suíço foi à Itália e, achando que os pombos da Praça São Marcos, em Veneza, eram de sua propriedade, pintou-os de cores variadas. O autor da “obra de arte” foi Julian Charrière, e sua realização foi intitulada “Some pigeons are more equal than others” – em português, “Alguns pombos são mais iguais que outros”.
Ele capturou os pombos com uma máquina que servia ao mesmo tempo como armadilha e como “tinturaria” de animais. A máquina os aprisionava, os rolava numa esteira e os tingia com cores variadas, com cada pombo sendo colorido com uma tinta diferente.
Aparentemente, pela falta de relatos, os pombos não sofreram mal-estar com a tinta que foi impregnada em suas penas, mas a ação de Julian Charrière foi de mau gosto e tratou os pombos da praça como se fossem objetos sobre sua propriedade e arrogou sobre eles o poder de manipular seus corpos pintando-os. Se isso tivesse sido feito jogando tinta em pessoas na rua ou, como no caso, prendendo-as em armadilhas e borrifando-lhes tinta dentro de uma máquina contra a sua vontade, teria sido um escândalo mundial.
Esse tipo de “arte” não merece a admiração de ninguém.

Fonte - ANDA
Robson Fernando de Souza (da Redação) ANDA



HOLANDESA MATA ANIMAIS E DIZ QUE É ARTE.

Este monstro chama-se Katinka Simonse, cujo nick é TINKEBELL. Ela é holandesa e se diz “aritista taxidermista”. Mas o que ela chama de “obra de arte” consiste em torturar e matar animais para exibi-los nas mais variadas performances. 
Entre o seu arcevo “artístico” pode-se encontrar, entre outras aberrações, bolsas de gatos e bonecos de pelúcia de animais mortos. 
Em suas apresentação perfomáticas macabras ela foi capaz de colacar 100 hamsters em pequenas bolas de plástico transparentes e os fez correr ao redor de uma galeria. Também ameaçou colocar pintinhos mortos em uma máquina trituradora.
E ela vai além: matou o próprio gato e dele fez uma bolsa. Na ocasião, alegou que o animal estava doente e por isso o sacrificou. Será que na Holanda não tem veterinário? Vai abaixo fotos e vídeo com os seus argumentos. As imagens são fortes.

Fonte -
http://clavedosul.blogspot.com.br/2012/03/holandesa-tortura-e-mata-animais-em.html

29 de agosto de 2012

Titan
Para seu heroísmo, Titan, foi homenageado pela Sociedade Humanitária dos Estados Unidos nos cães 5 Prêmios Anuais de Valor.
John Benton sabia que algo estava errado quando seu cão tentou impedi-lo de sair de sua casa para o escritório.
Em uma manhã de julho tranquila, Titan, de repente bloqueou a porta, como Benton tentou ir trabalhar. "Ele desceu os degraus e não me deixou sair pela porta da frente", disse Benton. "Ele estava latindo e correndo em círculos, ele correr até poucos vôos de passos e correr de volta para baixo apenas para me impedir de me deixar saber que algo estava errado. E foi aí que eu o segui até as escadas para ver o que ele estava tentando me dizer. "
Benton encontrou sua esposa, Gloria, inconsciente e sangrando de um ferimento na cabeça. Os médicos disseram que ela sofria de um aneurisma cerebral e tinha fraturado o crânio. Eles também disseram que se Titan não tinha vindo para o resgate naquelamanhã, as chances de sobrevivência de Glória teria sido pequenas.
Para seu heroísmo, Titan, foi homenageado pela Sociedade Humanitária dos Estados Unidos nos cães 5 Prêmios Anuais de Valor. O prêmio lhe rendeu reconhecimento nacional, e de Benton diz que não poderia estar mais orgulhoso de seu fiel companheiro - mesmo que Gloria admite que ela não queria nem um pit bull em primeiro lugar.

Assistir o vídeo da matéria:
Esse da foto foi um dos filhotes salvos de serem sacrificado Ontário Canadá..

Com a mãe de raça mista rotulado como um pit bull, uma lei de Ontário, Canadá, provincial, sete filhotes da sua ninhada foi dada uma sentença de morte. A decisão foi tomada a partir de um conselho de Ontário Serviços de Controle de Animais.
O destino desses filhotes tomou uma volta rápida quando um voluntário do Ontári
o-Nova Scotia Rescue Dog Ador-a-Bull foi sob a cobertura da noite para resgatar os sete filhotes. O voluntário rapidamente levou os sete filhotes para Halifax, Nova Escócia, onde foram todos adotados, agora esta salvo em suas casas para sempre.
"Eles tinham 6 semanas de idade", disse Emily Ugarenko, co-fundador da Ador-um-touro. "Eles não tinham feito nada de errado. Eles só nasceram e de uma determinada cor, com pequenas orelhas curtas e possivelmente sua mãe era mais-bull-terrier e de boxeador. "
Um grupo de voluntários vem trabalhando silenciosamente para salvar centenas de pit bulls sejam sacrificados ou utilizados para pesquisas. Um cão pode ser condenado a um veterinário ou se afirma que o cão é, ou parece, uma das raças proibidas listadas na Lei de Responsabilidade Ontário Cão Proprietário. Raças proibidas incluem pit bull terrier, Staffordshire Bull Terrier, American Staffordshire Terrier eo pitbull.
Se um cão não é considerado uma ameaça à segurança pública, abrigos de animais estão autorizados a enviar-los para fora da província. Portanto, age para salvar pit bulls são completamente legais, no entanto, depende em grande parte se o serviço de controle animal local ou abrigo está cooperando. No caso de não concordar com o resgate, missões secretas como estes ocorrem às vezes.
OSPCA porta-voz, Brad Dewar, foi esclarecer que, "Seria ilegal para uma libra para mover um animal considerado ilegal sob a legislação de um grupo de resgate no interior da província."
Até agora, a organização ajudou a salvar mais de 300 cães, trazendo-os para fora da província de Ontário para Halifax. Embora possa não parecer um número grande, no entanto, impediu que os cães sejam adicionados ao número de mortos atual de 1.000 cães que foram julgados e condenados injustamente devido a uma legislação raça específica.
"É a ação, não a raça," defensores do estado de origem animal em favor da organização Ador-a-Bull.
"Eles dizem que os cães são o melhor amigo de um homem. Mas eu acho que o homem não tem sido um bom amigo para os cães. "




Fonte:Direitos dos Animais
Cadela salva dono que caiu numa ribanceira ao fugir de assalto no Rio.

Músico de 66 anos foi achado ferido 5 horas depois graças ao animal.
Bicho de estimação ficou o tempo todo próximo dele; resgate levou 2 horas.

Um simples passeio com a cadela virou um pesadelo para o músico Sidnei Waismann, de 66 anos. O homem foi abordado por dois assaltantes e para fugir do ataque acabou se jogando em uma ribanceira em Santa Teresa, no Centro do Rio. Sidnei só foi encontrado cinco horas depois, na tarde de terça-feira (28), com a ajuda dos bombeiros e do animal de estimação que permaneceu o tempo todo por perto do seu dono, como mostrou o Bom Dia Rio.
Os bombeiros vasculharam a mata fechada. As buscas começaram quando já estava escuro. Com técnicas de rapel, eles usaram lanternas e cordas para chegar até o músico. Depois de duas horas de resgate, Sidnei saiu carregado na maca com várias escoriações e foi levado direto para o Hospital Souza Aguiar, no Centro.
De acordo com testemunhas, dois homens abordaram Sidnei Waismann para roubá-lo. Ele tentou fugir pela mata, mas foi seguido e espancado.
“Acho que foi assalto. Pelo o que ele já falou, os dois homens queriam roubar o celular. ”, disse a empregada da irmã de Sidnei, Lucilene Guidini.
Os parentes contaram que Sidnei tinha saído no fim da manhã de terça-feira para passear com a cadela Nina e não voltou. Depois de cinco horas sem dar notícias, eles estranharam a demora e passaram a procurá-lo no bairro. Próximo ao local do desaperecimento, a família encontrou a cadela da raça pastor alemão.
“Estava meio inseguro porque não sabia para onde o meu pai tinha ido, a direção que tinha tomado e passei a gritar pela Nina, a nossa cachorra. Ela parece atrás de mim e me levou até o local. Meu pai é um cara bem calmo. Ele já estava achando que iria dormir ali, mas ficou aliviado quando me viu”, revelou o filho do músico, Cauã.
Segundo Paulo Sehn, caseiro da irmã do músico, a salvação foi o sinal da cadela Nina, que também ajudou nas buscas e depois que Sidnei foi resgatado.
Os suspeitos ainda não foram presos. O caso foi registrado na delegacia de Santa Teresa, mas a vítima ainda não prestou depoimento. A polícia ainda não sabe o músico teve algum pertence roubado. Ele foi transferido durante a madrugada para um hospital particular. Segundo parentes, Sidnei sofreu vários ferimentos e o estado dele é estável.

Fonte - G1

Ver o vídeo da matéria
http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2012/08/cadela-salva-dono-que-caiu-numa-ribanceira-ao-fugir-de-assalto-no-rio.html

28 de agosto de 2012




Tess



O Reino Unido está se preparando para os Jogos Paraolímpicos, mas o cachorrinha Tess esta esperando para que comece logo. Nascida com uma perna da frente deformadas e perdendo os dedos ainda jovem, Tess faz tudo suas quatro patas homólogos e faz a alegria dos Cães Leeds, em West Yorkshire.
Amanda Sands, o gerente da Dogs Trust Leeds, disse: "Tess é um cachorrinha linda. Parece 
que ela está inspirando-se nas incríveis atletas que irão participar nos Jogos Paraolímpicos esta semana, ela tem mostrado determinação obstinada contra todas as probabilidades e compromisso como a sua corrida! Ela adora o ar livre e brincar com os outros cães, quando no centro, especialmente existem raças envolvidas. Ela é muito amoroso com as pessoas, simpático e inteligente.
Dogs Trust Leeds é ong no Reino Unido. Eles cuidam de mais de 16.000 cães abandonadas a cada ano. Eles têm 18 centros de realojamento através do Reino Unido e um em Dublin.
Cães com deficiência são capazes de se adaptar surpreendentemente bem. Eles não param para analisar o que está errado, especialmente aqueles que nascem com uma deformidade. Mesmo os cães que têm uma perna amputada mais tarde na vida são capazes de compensar sua deficiência com um espírito que todos nós podemos inspirar.


27 de agosto de 2012


Cão que teve membros cortados reaprende a andar com pata artificial



O cachorro Pay de Limón, que que teve as patas dianteiras cortadas por criminosos
Um cão no México que teve suas patas dianteiras cortadas por uma gangue de criminosos voltou a andar com o auxílio de pernas artificiais.
O cachorro Pie de Limón (Torta de Limão) havia sido jogado dentro de uma lata de lixo, na cidade de Fresnillo.
Mas, por sorte, ele foi encontrado e foi levado para o abrigo Milagros Caninos, onde está se recuperando e se adaptando às próteses.
O uso dos membros artificiais foi feito de forma gradual. Atualmente, o animal as está utilizando por períodos mais longos.
As patas artificiais custaram o equivalente a mais de R$ 12 mil e foram obtidas por meio de doações coletada pelo abrigo canino.

Fonte:http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/bbc/2012/08/27/cao-que-teve-membros-cortados-reaprende-a-andar-com-patas-artificiais.htm
PS:Para assistir o vídeo acesse o site.
Rede social procura homem que jogou gatos no Taquaral, em Campinas (SP)

23 de agosto de 2012

Ibama mata e incinera galos que eram explorados em rinhas em Picos (PI)
 
O Ibama mostra o quão esquizofrênica e especista é sua política de tratamento dos animais. Enquanto preserva a vida de animais considerados silvestres e lhes devolve a liberdade no limite de suas capacidades, trata como lixo a vida de tantos outros animais que de
veriam ser tutelados e protegidos pelo Estado brasileiro. Dessa vez a instituição matou, em Picos (PI), vinte galos que eram explorados em rinhas e incinerou seus cadáveres.

A desculpa, a mais especista e objetificante possível, é que os animais não podiam ser mantidos vivos porque “o consumo de sua carne pode trazer prejuízos à saúde humana”. O Ibama, diferentemente até mesmo de grande parte da sociedade, vê até mesmo animais vítimas de maus tratos como meros pedaços de carne – e neste caso, como nada mais que pedaços de carne podre. A instituição matou os animais com injeção letal antes de queimar seus corpos num incinerador.

Os galos eram explorados numa casa no bairro do Junco, em Picos, e o responsável pelas rinhas foi identificado e deverá ser multado e talvez preso. O interessante aqui é que o chefe substituto do Ibama no município afirma, segundo o portal 180graus, que “a pena [a ser imposta ao explorador dos galos] varia de seis meses a 1 ano de prisão e a multa é de R$ 500 a 3 mil reais, por unidade (sic)”, deixando claro que os galos não são considerados pelo Ibama seres conscientes sujeitos de direito, mas sim meras unidades de um objeto de marca.

O Ibama, além de violar o Decreto-Lei 24.645/34, Art.1º – que afirma que todos os animais do Brasil são tutelados, e não mantidos sob propriedade, pelo Estado -, revela sua práxis de duplipensar moral. Enquanto salva e liberta uns, mata e queima outros e ainda autoriza o aprisionamento e exploração de tantos outros. É esse o poder público que deveria zelar pela fauna doméstica, domesticada ou silvestre?

Fonte : ANDA
Por Robson Fernando de Souza (da Redação)

HOMEM PASSA O DIA PUXANDO O VAGÃO PARA ARRECADAR DINHEIRO PARA PAGAR A CIRURGIA DO SEU CÃO RED
UMA VERDADEIRA LIÇÃO DE AMOR ...



Pelas ruas da cidade de Billings, no estado de Montana, Estados Unidos, Red é puxado em um vagão por Mike Mallory. Red é um cão da raça boadeiro australiano de cinco anos, companheiro e melhor amigo de Mike. Em janeiro, Red precisou de uma cirurgia de substituição do lig
amento cruzado anterior na perna esquerda traseira, porém Mike – que sofreu um traumatismo craniano após um acidente de carro em 2001, e vive com recursos limitados recebendo pensão por invalidez – não podia pagar a cirurgia.
O veterinário da Clínica Veterinária de Billings disse à Mike: “Nós vamos ajudar seu cachorro, e depois nos preocupamos com a conta.” A cirurgia, junto com a reabilitação e outros procedimentos custariam mais de U$ 3.000,00. Mike disse: “ Vou pensar em algo”. As informações são do Billings Gazette.
Red (vermelho, em português) tem o pelo ruivo, coberto com algumas pintas brancas. É amigável e bem comportado com estranhos, e a prova são as várias fotos de Red com a população da cidade de Billings na página oficial do Facebook “Walking for Red”, nome da campanha que arrecadou doações para Red. Red e Mike passam o dia andando pela cidade, “compartilhando o amor”.
Mike, que já morou em várias partes dos Estados Unidos, diz que é uma pessoa melhor por causa de Red.
Em junho de 2012, Mike conseguiu os fundos para pagar a primeira cirurgia de Red – graças também à página do Facebook e doações que vieram até da Alemanha – mas os esforços não acabaram.
O veterinário Dr. Brown informou que em muitos casos, outro ligamento cruzado anterior de outra perna precisa ser reconstruído após a primeira cirurgia. E foi exatamente o que aconteceu com Red.
Mais uma vez a clínica disse que faria o procedimento, e que se preocuparia com o pagamento depois. O veterinário não cobrou os honorários e o custo ficou em aproximadamente U$ 2.500,00.
“A ligação que Mike tem com Red é muito forte,” disse Allen.
Red passou pela segunda cirurgia em junho de 2012.
Mike ainda passa o dia puxando Red em seu vagão.
“Eu amo Red, eu não tenho que puxar esse vagão, mas eu amo puxar esse vagão. Eu passo o dia com ele, puxando-o no vagão.”
Red e Mike às vezes contam com a companhia de Rosie, cuja tutora é uma amiga de Mike. Rosie é da mesma raça que Red, e tem 2 anos. “Rosie veio de um abrigo, e no começo tinha medo de homens, então acho que sofreu algum tipo de abuso. Mas agora está bem, e Red fica louco quando ela não está junto com a gente.”
A filosofia de vida de Mike de “compartilhar o amor” e “dando para receber” é inspiradora, assim como seu amor e dedicação por seu melhor amigo.
“As pessoas talvez não acreditem, mas eu acredito que Red sabe que as pessoas estão ajudando ele, e ele gosta de ‘compartilhar o amor’. Ele me fez consciente do mundo ao meu redor, e me mostrou o amor que sempre busquei mas nunca conheci. Ele me trouxe alegria e a vida que só via nos programas de televisão ou que li em livros. Ele me mostrou que há outras pessoas no mundo com corações e sentimentos por outras pessoas, e que não pensam somente em si mesmas. Ele me mostrou que animais não são tolos, e possuem sentimentos que não são diferente dos nossos.”
Para quem quiser ver mais fotos de Red, Mike e Rosie é só acessar a página do Facebook. Red ficará muito feliz em receber comentários, mesmo que sejam em português (que depois eu traduzirei para Mike) e saber que está compartilhando o amor com os brasileiros.
Fonte:ANDA
Cavalo que foi queimado vivo precisa de ajuda para cirurgia no olho, em Natal (RN)

Meu nome é Kelly Duarte, moro em Natal/RN e ajudo a ONG Patamada, a única com abrigo em nossa cidade. Em outubro de 2011, resgatamos um cavalo que fora queimado vivo e ficou mais de 15 dias agonizando até ser resgatado pela Patamada.
O mesmo ainda recebe cuidados especiais e estamos à procura de anjos que se inter
esse pelo problema dele e o ajude. Ele precisa de uma cirurgia no olho atingido pelas chamas. Já busquei ajuda de outros profissionais no nordeste, mas como aqui em Natal não há estrutura para realizar este procedimento e o custo é alto, sempre voltamos à estaca zero.
A ONG passa por sérias dificuldades financeiras e não temos como custear os gastos com a cirurgia, pois além do Vitório, a Patamada abriga 200 gatos,80 cães e 07 jumentos. Todos vitimas de maus-tratos.
Cada minuto que passa, a chance de salvar o olho do Vitório diminu. Mas ainda tenho a esperança que um anjo surja para ajudá-lo.
Lutamos muito para salvá-lo e agora só falta a cirurgia para que o Vitório fique 100% bom para ser adotado.
Mantemos uma página no face que conta toda história do Vitório e dos animais da ONG. Há álbuns com as fotos da recuperação do Vitório e do olho afetado: https://www.facebook.com/pages/Ajuda-ao-Cavalo-Vit%C3%B3rio-NatalRN/311414075539563

Contato: kellyaduarte@ig.com.br

Conhecendo as Raças de Cães.
O Sharplaninac foi inicialmente registado pela Federação Cinológica Internacional (FCI), em 1939, como a Ilíria cão pastor em parte por causa de um esloveno, croata, sérvio e do movimento que procurou distanciar-se da Áustria e da Alemanha.
Em dezoito anos de 1939-1957 a raça foi reconhecida como o cão de pastor Illyrian pela Federação
Cinológica Internacional , no entanto, a pedido da Federação Iugoslava da Cynology em 1957 o nome da
raça foi alterado para Jugoslava Shepherd Dog-Šarplanina após a Montanhas Sar onde a raça é mais
comum. Este nome manteve-se como a designação oficial da FCI 53 anos desde então.
A aparência do Sarplaninac é de um cão grande e fortemente construído. O corpo é ligeiramente maior que a altura na
cernelha , e conta as patas dianteiras para cerca de 55% da altura. A cabeça é grande, mas proporcional ao corpo, com olhos escuros.
Tamanho
O Sharplaninac é um cão robusto, bem proporcionado com boa ossatura, de um tamanho que é bem acima da
média e com uma espessa pelagem longa e bastante grosseiros que enfatiza a aparência curto. Eles são
cerca de 38-55 kg e 70 a 82 cm. Embora os cães muito maiores que existem, que pode chegar até 80 kg.
O temperamento da raça é descrita como independente, confiável, protetora, mas não mal-humorado,
incorruptível e dedicado ao seu mestre. A raça é indiferente com estranhos, e calma até uma ameaça
ao rebanho se apresenta. A raça tem uma natureza extremamente protetor. Na ausência de um rebanho de
ovelhas, o Sharplaninac, muitas vezes, tratar os seus seres humanos como ovelhas - pastores-los longe
do perigo ou áreas indesejáveis. Eles são sereno e majestoso, dócil com crianças e cães menores.
Eles também são muito inteligentes e criados para trabalhar sem supervisão humana, enquanto
guardavam os rebanhos nos pastos altos. Filhotes jovens podem matar pequenos animais, até treinados
para não caçar.
Como muitos de seu primo cães Mountain , o Sharplaninac é um cão de guarda muito sério e dedicado.
Devido a isto, eles são naturalmente desconfiados de estranhos e terá boa socialização em uma idade
jovem para diminuir esse traço de personalidade inata. Eles são calmos e gentil com sua família, mas
quando confrontados com o perigo de se tornarem um adversário formidável, não uma raça apropriada
para todos.



Filhote de leão encontra pai pela primeira vez em reserva natural no Quênia.
 

Um filhote de leão brincou com seu pai pela primeira vez na reserva nacional de Masai Mara, no Quênia, país localizado na África. O bebê, com cerca de dois meses de vida, parecia nervoso quando se aproximou do adulto no primeiro momento.
A cena foi capturada pela fotógrafa Suzi Eszterhas, segundo o jornal “Daily Mail”. Ela passou meses seguindo os leões para fazer a imagem do encontro entre pai e filho.
Além do leãozinho, dois de seus irmãos, também filhotes, foram fotografados. Segundo Suzi, a leoa que deu à luz aos bebês acompanhava de perto o contato entre pai e filhos para garantir que não haveria agressividade contra os leõezinhos.
Leãozinho morde orelha do pai durante primeiro encontro entre os dois (Foto: Reprodução/Daily Mail)

Fonte: G1

22 de agosto de 2012


Mais um cavalo tem colapso nas ruas de NY.
 
Veja o vídeo: http://youtu.be/i3ByRFGSJ40
Outro acidente assustador envolvendo um cavalo aconteceu em Manhattan na semana passada. Oreo, um cavalo forçado a puxar carruagens no entorno do Central Park, teve um colapso com o caótico trânsito de carros no Columbus Circle e fugiu pela Broadway, tombando a carruagem, que levava um condutor e dois passageiros.

Pedestres chocados, incluindo Soledad O’Brien, da CNN, assistiram um carro chocar-se com a carruagem e abrir-se em dois. Depois, Oreo foi finalmente contido e tranquilizado pela polícia.

Além do perigo público, como a PETA já apontou em sua campanha para ajudar os cavalos de Nova York, é absolutamente cruel forçar um cavalo a puxar cargas pesadas em um pavimento duro, não importa que temperatura faça, e inalando fumaça e tendo que lidar com o tráfego.

Algumas celebridades, como Pink, Martina Navratilova, Kristen Johnston e Lea Michele já declararam publicamente apoiar a campanha.

Assine a petição que pede a retirada dos cavalos das ruas.

https://secure.peta.org/site/Advocacy?cmd=display&page=UserAction&id=4035

19 de agosto de 2012


ONG faz campanha para custear tratamento de cadela baleada por policial.



A cachorra Star, recentemente baleada pela polícia de Nova York,nos EUA, encontra-se com a saúde estável.
A ONG The Lexus Project iniciou uma campanha para arrecadar fundos para os cuidados veterinários da cachorra.
A organização não governamental oferece representação jurídica a animais que são considerados agressivos, ou que estão no corredor da morte. A ONG não representa pessoas ou os tutores dos animais, somente animais.
De acordo com informações na página da ONG, a cadela está sob os cuidados do Controle Animal de Nova York, e será operada pois tem uma bala alojada na cabeça. Star é treinada para ajudar seu tutor.
O tutor de Star é um morador de rua, e provavelmente não poderá pagar pelos custos veterinários da sua cachorra. Caso Star sobreviva, e os custos não sejam pagos, ela não poderá sair do Controle, e pode até ser eutanasiada.
A ONG já contatou o Controle Animal para que libere Star. Caso isso não aconteça, a ONG está pronta para entrar com um pedido judicial.

Fonte - ANDA

16 de agosto de 2012


Lady Gaga defende uso de roupa de pele animal.



Em carta  
Lady Gaga escreveu uma carta aberta aos fãs em que explica o porquê de usar roupa feita de peles de animais, lamentando se tal uso ofende algum desses fãs. A cantora criticou ainda a atuação de alguns ativistas pelos direitos dos animais, como os que atiraram farinha a Kim Kardashian.

Aberta aos seus “little monsters”, Gaga condenou campanhas “violentas, abusivas ou infantis” pelos direitos dos animais: “Quero que saibam que me preocupo profundamente com os vossos sentimentos e visões e vou sempre apoiar as vossas filosofias de vida. Temos vindo a ter conversas sobre a sociedade, igualdade e política nos últimos cinco anos e devemos continuar. No entanto, não apoio campanhas violentas, abusivas e infantis para nenhuma causa, especialmente uma que respeito: os direitos dos animais”, escreveu a cantora.
Na mesma carta, Gaga revela ainda que não vai deixar de usar roupa com origem em pele de animal: “Escolho não comentar se as peles que compro são falsas ou verdadeiras, porque acho que seria hipócrita não falar da pele de vaca, a piton, a ostra, o couro, cordeiro, o jacaré, sem falar da carne, que já usei. Isto deve colocar-me na categoria das pessoas que adoram a beleza dos animais na moda, mas não sou uma vegan rigorosa. Eu tenho-me mantido afastada das peles verdadeiras, especialmente porque nunca pude pagar uma boa, mas isto não quer dizer que a minha moral seja rígida. Lamento que os fãs fiquem chateados com isto, é um sentimento pela saúde e segurança dos animais justo e de aplaudir. Eu respeito as vossas visões, por favor respeitem as minhas”.
A cantora termina o comunicado criticando os ativistas que atiraram farinha a Kim Kardashian por esta usar peles: “A todos os ativistas, poupem a farinha para fazer pão para as crianças que têm fome. E a Kim Kardashian é fabulosa”.
Fonte: Myway

Nota da Redação ANDA: O que importa não é tanto ela supostamente respeitar ou não a causa aninmal. Mas sim ela não respeitar os animais que são tratados como produtos e mortos pela indústria da pele por fins completamente supérfluos e fúteis. A ANDA encoraja que mais protestos sejam direcionados a ela, que atualmente é um dos mais influentes ídolos da música pop contemporânea e tem um poder enorme de influenciar fãs a essa visão de descaso para com os animais não humanos.

 Policiais atiram em cachorro que protegia seu tutor, em Nova York, nos EUA.

Um vídeo que circula na internet mostra um policial disparando contra um cachorro da raça pit bull na região de East Village, em Nova York. As imagens mostram o cão pulando em uma mulher e, posteriormente, na direção de um policial, que então saca sua arm
a e atira no animal.
De acordo com uma testemunha do incidente ouvida pelo site nova-iorquino Gothamist, o cachorro, cujo nome é Star, ficou nervoso após o seu tutor desmaiar na rua e pessoas começarem a se aproximar dele. “Eu disse para os policias, ‘hey, o cão está rosnando, tenham cuidado’, porque eles estavam chegando muito perto do homem”, disse Johnny Rodriguez, que presenciou a cena. “Eu tive um pit bull é assim que eles são, protegem os seus tutores”.
“A maioria de nós pensou, quando ele desmaiou, para deixá-lo quieto”, disse Brandon Verna, que também presenciou a cena. “Se ele vai morrer, chame uma ambulância e deixe que eles lidem com isso, porque ninguém quer morrer”, acrescentou.
O animal conseguiu sobreviver e foi levado para a clínica Animal Care & Control. O seu tutor, identificado pela polícia como Lech Stankiewicz, também conseguiu se recuperar do desmaio. Ele não foi encontrado pelo Gothamist.

Assistir o vídeo aqui:http://youtu.be/ZaxSwwn808k


Fonte: Terra

14 de agosto de 2012


Incêndio no apartamento de um colecionador de artes plásticas em Copacabana 
 


Um incêndio no apartamento de um colecionador de artes plásticas em Copacabana, na zona sul do Rio, na noite desta segunda-feira, pode ter destruído quadros importantes de artistas brasileiros. Até o momento, não há confirmação sobre a destruição ou não das peças.
O dono do apartamento (de cobertura, no 12º andar de um prédio na rua Barata Ribeiro) é o artista plástico romeno Jean Boghici, que coleciona artes plásticas desde os anos 1960. Ele foi dono da galeria Relevo, na esquina das ruas Nossa Senhora de Copacabana e Duvivier, e reuniu um dos acertos mais importantes sobre a arte brasileira. São dele, entre outros, o óleo sobre tela "Samba", de Di Cavalcanti, e "Sol poente", de Tarsila do Amaral. Boghici também tem peças de Alexander Calder e Rubens Gerchman, pinturas de Vicente do Rêgo Monteiro e esculturas de Victor Brecheret, entre outras peças.
'Sol Poente', de Tarsila do Amaral. (Foto: Reprodução)
Segundo os bombeiros, a maioria das peças não foi consumida pelo fogo. Mas, como nenhum especialista em artes havia entrado no apartamento depois de controlado o incêndio, a dúvida sobre o tamanho do estrago permanecia.
O fogo começou às 18h15 em um aparelho de ar condicionado e se espalhou pela casa. O colecionador estava na rua, bem em frente ao prédio, e ao notar o fogo tentou entrar no imóvel, mas foi impedido pelos bombeiros. Sua mulher e uma filha estavam no imóvel e foram retiradas sem ferimentos.
Para o trabalho dos bombeiros, o trânsito ficou interrompido por mais de uma hora na rua Barata Ribeiro, causando grande congestionamento em Copacabana.

Fon
te:Yahoo/jornal nacional globo


Essa é uma verdadeira lição de amor e desprendimento.Um incêndio no apartamento de um artista plástico no RJ, destruiu vários de seus quadros famosos de coleção.Quando perguntado pelo jornalista se ele estava triste pelo prejuízo dos quadros, ele disse :

" Que quadro nada !! o que eu perdi de mais importante foi meu gato !! Por isso estou triste ..."( seu gato infelizmente morreu no incêndio)

13 de agosto de 2012


Crueldade e exploração de animais...
Ativistas condenam corrida suicida de cavalos nos EUA.



Ativistas americanos que defendem os direitos animais condenaram uma absurda competição de cavalos conhecida como “corrida suicida”. Um animal já morreu, antes mesmo de começar o torneio. As informações são do IBTimes.
A competição, tradicional evento que ocorre todos os anos em Omak, Washington, inclui uma corrida em uma descida de 70 metros de extensão, chamada de “colina suicida”, ao lado do rio Okanogan.
Vinte e dois cavalos morreram nos últimos 28 anos. Este ano, na corrida preliminar, Little Big Man morreu durante a competição preliminar à corrida na Colina Suicida. Quatro jóqueis precisaram de atendimento devido a fraturas.
Com a disputa prestes a começar, os ativistas aproveitaram a oportunidade para denunciar o evento. Um porta-voz da Sociedade Progressiva pelo Bem-estar Animal (PAWS), falou aos repórteres locais que a corrida é um abuso puro e simples dos animais.
A declaração da PAWS foi o último de uma série de protestos realizados por ativistas do mundo todo nestes últimos anos. A resposta dos organizadores foi introduzir uma série de regras – como exame clínico para todos os cavalos e jóqueis competidores e um teste de natação para determinar a capacidade de cada animal em atravessar o rio.
Pete Palmer, presidente da Sucide Race Owners and Jockeys Association, é um defensor de longa data do evento e foi rápido em expressar sua tristeza por mais uma morte: “Quando perdemos um cavalo, isso impacta em todos os envolvidos na corrida. Estamos muito tristes pela morte de Little Big Man e estendemos nossas preces aos tutores.”
A “Suicidal Race” é o principal evento de um programa de quatro dias de rodeio que atraí milhares de fãs todos os anos.
Animais sofrem maus-tratos em porto clandestino no 

Ver-o-Peso em Belém.



ATENÇÃO:As imagens do vídeo são fortes,o vídeo esta no fim do texto 

  Dezenas de cabritos transportados ilegalmente em uma embarcação pequena chegaram a Feira do Açaí, no complexo do Ver-o-Peso, em Belém, neste final de semana. Com as patas amarradas, os bichos são pendurados de qualquer jeito, levam chutes quando gritam e são jogados dentro de uma van. Imagens da TV Liberal flagraram os maus-tratos aos animais.
Segundo a Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará), mesmo com a fiscalização, a prática é comum nos portos clandestinos da capital. Existem cerca de 300 portos clandestinos na orla de Belém, os animais geralmente são abatidos em matadouros sem registros e a carne é vendida em feiras livres.
Segundo a gerente de transporte de animais da Adepará, Krisna Tabosa, estes animais geralmente são transportados em porões de barcos e vêm do arquipélago do Marajó. “Existe uma rotina de fiscalização que ocorre de forma surpresa, nós trabalhamos em conjunto com a Delegacia de Meio Ambiente (Dema). Só que fazemos num dia e no outro eles voltam, fazemos numa semana e na outra eles voltam, explica Tabosa.
O diretor afirma ainda que falta pessoal como um todo para que o sistema de vigilância atue mais fortemente. “O ideal era que esses animais nem tivessem saído de seus municípios”, afirma Freire, afirmando que irá implementar uma equipe fixa no ponto onde foram flagrados os maus-tratos aos cabritos.Para o diretor operacional da Adepará, Sálvio Freire, esse tipo de prática é inadmissível dentro do estado. “Ali nós estamos com o transporte irregular, pois estes animais provavelmente não têm a GTA (Guia de Trânsito Animal) e também estão sendo vítimas de maus-tratos. E isso pode acarretar em prisão às pessoas que estão veiculando isso”, explica Freire.




Casal é acusado de crueldade por manter mais                    de 100 animais em  casa.



Americanos mantinham 70 cães, além de gatos, porcos e outros bichos.
Segundo polícia, havia cães deformados por cruzamentos interraciais.
Um casal norte-americano está sendo acusado de “crueldade extrema com animais” após mais de 100 animais terem sido resgatados do pequeno apartamento em que vivem num condomínio em Miami.
Ilena Arnais e Rubin Dario Arrojo mantinham mais de 70 cachorros assim como gatos, porcos, pássaros e um porco-espinho que, de tanta falta de água e comida acabaram comendo as próprias fezes para se manterem vivos, segundo o “Daily Mail”.
A polícia e equipes de resgate que foram ao apartamento do casal de cerca de 50 anos se depararam ainda com diversos cachorros deformados, que eles suspeitam serem resultado de cruzamentos interraciais bizarros.

 


Um relatório da detenção revelou um filhote de cachorro maltês com pernas e patas deformadas, que o obrigava a se arrastar, e outros cães em condições igualmente horríveis, com feridas não tratadas.
Segundo a investigação, o 
casal acusado estaria tentando criar um cachorro “mutante”. Apesar do estado dos animais, Arnais e Arrojo afirmam que não estavam fazendo nada de errado.
A cama do casal estava coberta de excremento dos animais, com 20 cachorros dormindo em cima. A polícia disse que muitos dos cães jamais haviam saído do apartamento, e nunca teriam visto a luz do sol.
O lugar estava infestado com baratas e larvas. Assim como os cerca de 70 cachorros, 15 pássaros, gatos, um porco, tartarugas e um porco-espinho foram resgatados.
A polícia disse que não havia energia elétrica para a geladeira, nem comida na casa para os moradores e os animais. Os investigadores também disseram não ter encontrado nenhum local com água e comida para os vários bichos.
“Esses animais estavam sofrendo em diversas circunstâncias, falta de comida, água, atendimento de saúde, sem condições sanitárias e confinados num espaço pequeno. Negligência também é uma forma de crueldade com os animais”, disse a procuradora Katherine Fernandez Rundle ao jornal.
Um filho do casal, de 26 anos, foi autorizado a ficar na casa com dois cachorros.
A polícia disse ter sido alertada por vizinhos pelo terrível cheiro que vinha do apartamento do casal.
Arnais e Arrojo responderão a 34 acusações de crueldade com animais, número que ainda pode aumentar.

Fonte - G1
Cão sobrevive a queda de mais de 70 metros no Reino Unido.


O cão Norman, de 1 ano, sobreviveu a uma queda de mais de 70 metros dos penhascos de Dover, segundo o jornal britânico "Telegraph".
O acidente ocorreu quando o cachorro da raça Weimaraner disparou atrás de um coelho.
O cão era levado por Josh, de 19 anos, filho da dona, quando escapou.
Norman caiu no terreno de um serviço de docas, e funcionários que trabalhavam no local o socorreram e levaram ao veterinário.
Apesar da queda, ele não sofreu fraturas.
Depois de duas noites no hospital, Norman recebeu alta e voltou para casa.

Assim podemos ver que não existe animais violentos e sim animais tornados violentos por humanos violentos.

Refúgio da Inglaterra abriga jumenta gigante.


Uma fazenda do litoral leste da Inglaterra recebeu um novo morador, uma jumenta de 2,4m de altura. O animal da raça ‘american mammoth jackstock’, excepcionalmente alto, foi entregue a um refúgio dedicado a esse tipo de mamíferos.
O Refúgio de Jumentos Radcliffe recebe raças raras, como o jumento-da-andaluzia, raças francesas e até mesmo cruzamentos e
ntre jumentos e zebras. Mas a nova moradora da fazenda é bem mais alta do que os outros jumentos. Elie surpreende os visitantes da fazenda e contrasta com os outros animais.
Segundo Andrew Rae, do Refúgio Radcliffe, Ellie nasceu no Texas e depois foi para a Grã-Bretanha. Os tutores entregaram Elie ao refúgio pois não tinham mais condições de criá-la.

Fonte: G1

11 de agosto de 2012


Ursos são mortos de forma cruel na China...




Fonte:Ajudem os ursos da China
Uma ursa mãe, em uma tentativa desesperada de salvar seu filhote de uma vida de tortura, o mata por estrangulamento e depois se suicida na China.
A ursa estourou sua gaiola, quando ouviu os gritos de seu filhote, com medo de um trabalhador perfurar seu estômago para iniciar a extração de bile. Os trabalhadores fugiram de medo quando eles viram a mamãe ursa correndo para o lado de seu filhote.
Incapaz de libertar o filhote, a mãe abraçou o filhote e, consequentemente, estrangulou-o. Em seguida, soltou o filhote e correu batendo sua cabeça em uma parede, matando-se.
Muitos terapeutas e medicina chinesa (TCM) têm denunciado o uso da bílis de urso em seu tratamento, pois há ervas mais baratas e sintéticos que podem ser usados em seu lugar.
Bile de urso é tradicionalmente usado para remover o "calor" do corpo, bem como tratar a febre alta, doenças do fígado e dor nos olhos.
Os ursos eram mantidos em uma fazenda localizada em uma área remota no noroeste da China. Os ursos desta fazenda tinham suas vesículas biliares ordenhadas diariamente para "bile de urso ', que é usado como um remédio em Medicina Tradicional Chinesa (MTC).
Os ursos são mantidos em gaiolas minúsculas conhecidas como "gaiolas esmagadoras", de forma que não possam se mover e ficar literalmente esmagados.
A bile é colhida fazendo-se um buraco permanente ou fístula no abdômen dos ursos e na vesícula biliar.
Como o buraco nunca é fechado, os animais são sujeitos a várias infecções e doenças, incluindo tumores, câncer e morte por peritonite.
Os ursos são vestidos com um colete de ferro, já que muitas vezes tentam se matar batendo seu estômago por não suportarem a dor da extração da bile.

10 de agosto de 2012

ESSES TIPOS DE MONSTROS EXISTEM NO MUNDO TODO, SÓ QUE NESSES PAÍSES A LEIS SÃO COMPRIDAS, AQUI NO BRASIL NÃO!!E AINDA O CACHORRO QUE É CHAMADO DE MONSTRO E ELE QUE TEM QUE SER SACRIFICADO NÃO UM SER IRRACIONAL DESSE.


Criminosos mutilam cauda de cão e o deixam agonizando, na Inglaterra.
Um grupo de delinquentes cortou a cauda de um cão e o deixou preso com uma corda a um banco de jardim, esvaindo-se em sangue. O animal acabou por ser salvo por um transeunte, embora tenha ficado com sequelas.
O cão, um cruzado de Staffordshire, foi encontrado em Nothfleet, em Kent, Inglaterra, por um criador de cães, que o soltou e levou rapidamente a um médico veterinário, conforme o jornal britânico Daily Mail.
O animal, com quatro anos de idade, desenvolveu uma infecção grave que afetou suas patas traseiras.
A polícia está investigando o crime, tentando identificar os delinquentes através dos vídeos do sistema de vigilância instalado na área.
O parlamentar John Burden contou ao Daily Mail que viu as fotos do cão e ficou chocado com a violência infligida.
O cão está se recuperando bem dos ferimentos e está sob os cuidados de uma associação de proteção animal.





Fonte: Jornal de Notícias

7 de agosto de 2012


A história de Gypsy, um pitbull que 


lutou” para viver.

Muitos já devem ter visto esta imagem circular na internet:


Uma foto de ferir o coração. Uma vítima de RINHA de cães! Mas, afinal, o que aconteceu com este pobre e sofrido cão? Ele se recuperou? Ele morreu?
Conheçam a história de Gypsy, um Pitbull vítima de rinha. Vejam as fotos de sua incrível e feliz recuperação graças ao apoio de pessoas que não deram as costas para o problema, não o viram como lixo, mas como um ser em agonia e sofrimento que precisava de ajuda.


"Não gosta do que você vê?"



CARTA DE GYPSY
Eu fui usado como cão-de-briga para um esporte dos humanos, despedaçado por lutar contra outros cães e então jogado à beira de uma estrada, deixado para morrer como se fosse uma pilha de lixo. Uma velhinha me encontrou e, quando ela olhou para mim, vi o horror estampado em seu rosto. Eu vi o puro amor nos olhos dela e, embora eu estivesse à beira da morte, senti quando ela me pegou no colo e me colocou no carro. Eu estava tão doente de infecções, febre, necrose e ferimentos… por que ela se importaria?
Ela me levou a uma clínica veterinária e ligações foram feitas para uma certa Joann para saber se ela poderia cuidar de mim. Eu ouvi quando a dra. Lowery disse: “Sim, eu posso tentar”. Então vieram cobertores quentes, agulhas anti-sépticas, vozes sussurradas. Havia anjos ali. Alguém estava rezando. Uma pessoa chamada Cindy pousava sua mão sobre mim e me pedia para ficar. Eu não podia comer. A infecção estava por toda parte, meu rosto estava se decompondo. Então eles tiveram que tirar minha perna. O dr. McLean parecia tão triste. Então Myra veio e ficou comigo. Quando ela tentou sair, eu chorei. Eu não queria ser deixado sozinho. Eu não queria morrer sozinho.
Joann e Doug vieram e me abraçaram. Eu não sabia o que era um abraço até então. Eu não entendia o que era o amor ou o que era ter alguém se importando com você. Eu fiz muitas cirurgias desde então. Uma viagem de carro do Tenessee até uma outra clínica. Meus lábios tinham caído, assim como parte do meu nariz. Um outro médico consertou meu rosto. Ernie me chamava carinhosamente de “Frankencão”. Pessoas de todo o mundo mandaram dinheiro, rezaram e falaram sobre cães-de-briga e pessoas crueis. Falaram sobre abuso.
Obrigado a todos por me amarem. Agora eu tenho um propósito.
Com amor,
Gypsy
















5 de agosto de 2012


A IMAGEM QUE ESTÁ EMOCIONANDO O MUNDO...A FOTO DE DESPEDIDA DA WICCA E SEU DONO, ANTES DE SER SACRIFICADA
ISSO É DESUMANO !!!

 


Essa daí é a pitbull Wicca se despedindo do seu dono Christos. Ela foi sacrificada final de julho no Canadá. A nova lei de Montreal é de tolerância zero para animais que possam ser considerados perigosos, não precisando de comprovação do caso.
Em relação aos pitbulls,o Brasil está caminhando para a aprovação desta lei.
Na minha opinião... isso é irracional,até um pinscher pode ser agressivo, depende da criação!


MAIS UM PIT BULL NO CORREDOR DA MORTE !!! DESTA VEZ NO COLORADO (EUA)
O JULGAMENTO DELA SERÁ EM 10/08, A ATÉ LÁ A FAMÍLIA ESTÁ TENTANDO IMPEDIR QUE ELA SEJA SACRIFICADA
VAMOS TENTAR AJUDAR ASSINANDO A PETIÇÃO ABAIXO?


http://www.thepetitionsite.com/366/919/230/save-dre-a-pit-bull-in-brighton-co-who-has-never-hurt-anyone/ 

 Fonte : ANDA
Enquanto isso, mais uma cachorro está indevidamente condenado a ser sacrificado. No Colorado, no dia 26 de julho, Dre e Machomotto fugiram da casa de seus tutores após uma criança acidentalmente abrir o portão eletrônico da garagem. Os cachorros começaram a correr pela vizinhança. Porém ninguém sofreu nenhum ferimento.

Dre estava apenas latindo para algumas pessoas. Vizinhos chamaram o controle animal e 5 policiais conseguiram capturar os animais, sem ninguém ser machucado. Porém, Machomotto foi devolvido à família, por não ser um pit bull, mas Dre, um pit bull foi condenado como ‘perigoso’.

A sentença de Dre será declarada nesta terça-feira, dia 31 de julho.


(Fonte:
http://www.facebook.com/photo.php?fbid=513093962049345&set=a.355087811183295.102124.355082971183779&type=1&theater)